Ott 9, 2009 - Senza categoria    No Comments

Obama é o Nobel da Paz de 2009

Obama é o Nobel da Paz de 2009

Presidente dos EUA levou o prêmio por seus esforços pela paz mundial.
Prêmio vai ser entregue em 10 de dezembro, em Oslo, na Noruega.

0,,26376350-EX,00.jpgO presidente dos EUA, Barack Obama, venceu o Prêmio Nobel da Paz na edição 2009. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (9), em Oslo, na Noruega, pelo comitê do Nobel.

 

O prêmio foi dado por conta dos apelos do presidente pelo desarmamento nuclear e por seu trabalho pela paz mundial.

“O comitê deu muita importância à visão e aos esforços de Obama na perspectiva de um mundo sem armas nucleares”, disse o presidente do Comitê Nobel da Noruega, Thorbjoern Jagland. “Muito raramente uma pessoa com a influência de Obama capturou a atenção do mundo e deu às pessoas a esperança de um futuro melhor.”

O comitê também citou por os “esforços extraordinários” do democrata “para fortalecer a diplomacia internacional e a cooperação entre os povos”.

 

Obama foi acordado de madrugada por um telefonema do porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, com a notícia da premiação. Ele se disse “honrado” com a escolha do comitê.

 0,,26201403-FMM,00.jpg                                                                                                                                       Agenda internacional ambiciosa 

   

Obama, que assumiu em 20 de janeiro deste ano, depois de um processo eleitoral histórico no ano anterior, chegou à Casa Branca com uma agenda internacional ambiciosa, além de enfrentar internamente os efeitos da crise financeira do ano anterior.

 

Ele trabalhou desde o começo de sua gestão pelo desarmamento nuclear, também tentou recomeçar, ainda que sem sucesso imediato, o processo de paz no Oriente Médio, além de buscar levar a um final honroso as intervenções militares no Afeganistão e no Iraque, iniciadas após o 11 de Setembro por seu antecessor, o republicano George W. Bush.

 

Em 24 de setembro, Obama presidiu uma reunião histórica do Conselho de Segurança da ONU, em que foi aprovada uma resolução pró-desarmamento nuclear. Ele tenta a via diplomática para resolver as questões nucleares do Irã e da Coreia do Norte, incluídos por Bush no chamado “eixo do mal”.

              Primeiro afro-americano a assumir a presidência dos EUA, Obama irá receber um prêmio de dez milhões de coroas suecas, o equivalente a U$ 1,4 milhão (R$ 2,433 milhão). O prêmio será entregue em Oslo no próximo 10 de dezembro.

0,,26354447-FMM,00.jpg   

Thorbjorn Jagland, presidente do comitê do Nobel, anuncia Barack Obama como o laureado nesta sexta-feira (9), em Oslo, na Noruega. (Foto: AP)

Obama é o terceiro político de alto escalão do Partido Democrata dos EUA a vencer o prêmio nesta década. Antes dele, ganharam o ex-presidente Jimmy Carter, em 2002, e o ex-vice-presidente Al Gore, em 2007.

Veja a lista completa dos laureados pelo Nobel da Paz

Prêmio começou a ser atribuído em 1901.
Veja a relação completa dos ganhadores desde então.

O presidente dos EUA, Barack Obama, foi laureado nesta sexta-feira (9) com o Prêmio Nobel da Paz de 2009 pelo seu trabalho pela paz mundial e pelo desarmamento nuclear.

 

Leia a seguir a lista de todos os ganhadores do Prêmio Nobel da Paz:

 

0,,26354450-EX,00.jpg2009: presidente norte-americano em exercício, Barack Obama

 

2008: mediador e ex-presidente Martti Ahtisaari (Finlândia)

2007: ex-vice-presidente Al Gore (Estados Unidos) e o painel da ONU sobre a mudança climática (Painel Intergovernamental para Mudança Climática, IPCC)

2006: Muhammad Yunus (Bangladesh) e o Banco Grameen de microcréditos

2005: Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e seu diretor Mohamed ElBaradei (Egito)

2004: ecologista queniana Wangari Maathai

2003: ativista iraniana Shirin Ebadi

2002: ex-presidente americano Jimmy Carter

2001: A Organização das Nações Unidas (ONU) e seu então secretário-geral, Kofi Annan (Gana).

2000: Kim Dae Jung (Coreia do Sul)

1999: Médicos sem fronteiras (fundada na França)

1998: John Humes e David Trimble (Irlanda do Norte)

1997: Campanha internacional para a proibição das minas antipessoais e sua coordenadora Judy Williams (Estados Unidos)

1996: Carlos Belo e José Ramos-Horta (Timor Leste)

1995: Movimento antinuclear Pugwash (fundado no Canadá) e Joseph Rotblat (Reino Unido)

1994: Yitzhak Rabin, Shimon Peres (Israel) e Yasser Arafat (OLP)

1993: Nelson Mandela e Frederik de Klerk (África do Sul)

1992: Rigoberta Menchú (Guatemala)

1991: Aung San Suu Kyi (Birmânia)

1990: Mikhail Gorbachov (ex-URSS)

1989: Dalai Lama (Tibete)

1988: Forças de manutenção da paz das Nações Unidas

1987: Oscar Arias Sánchez (Costa Rica)

1986: Elie Wiesel (EUA)

1985: International de Médicos contra a Guerra Nuclear (fundada nos EUA)

1984: Desmond Tutu (África do Sul)

1983: Lech Walesa (Polônia)

1982: Alva Myrdal (Suécia) e Alfonso García Robles (México)

1981: Alto Comissarado das Nações para os Refugiados (ACNUR)

1980: Adolfo Pérez Esquivel (Argentina)

1979: Madre Teresa (Albânia/Índia)

1978: Anuar el Sadat (Egito) e Menahem Begin (Israel)

1977: Anistia Internacional (fundada no Reino Unido)

1976: Betty Williams e Mairead Corrigan (Irlanda do Norte)

1975: Andrei Sakharov (ex-URSS)

1974: Sean Mac Bride (Irlanda) e Eisaku Sato (Japão)

1973: Henry Kissinger (EUA) e Le Duc Tho (Vietnã), que o rejeitou.

1972: (Não houve premiação)

1971: Willy Brandt (RFA)

1970: Norman Borlaug (EUA)

1969: Organização Internacional do Trabalho (OIT)

1968: René Cassin (França)

1967: (Não houve premiação)

1966: (Não houve premiação)

1965: Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF)

1964: Martin Luther King Jr. (EUA)

1963: Comitê Internacional da Cruz Vermelha e Liga das Sociedades da Cruz Vermelha.

1962: Linus Carl Pauling (EUA)

1961: Dag Hammarskjoeld (Suécia)

1960: Albert Lutuli (África do Sul)

1959: Philip Noel-Baker (Reino Unido)

1958: Georges Pire (Bélgica)

1957: Lester Pearson (Canadá)

1956: (Não houve premiação)

1955: (Não houve premiação)

1954: Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR)

1953: George Marshall (EUA)

1952: Albert Schweitzer (França)

1951: Léon Jouhaux (França)

1950: Ralph Bunche (EUA)

1949: John Boyd Orr of Brechin (Reino Unido)

1948: (Não houve premiação)

1947: The Friends Service Council (fundado na Grã-Bretanha), The American Friends Service Committee (fundado nos EUA)

1946: Emily Greene Balch e John Raleigh Mott (EUA)

1945: Cordell Hull (EUA)

1944: Comitê Internacional da Cruz Vermelha

1943: (Não houve premiação)

1942: (Não houve premiação)

1941: (Não houve premiação)

1940: (Não houve premiação)

1939: (Não houve premiação)

1938: Departamento Internacional Nansen para os Refugiados

1937: Cecil of Chelwood (Reino Unido)

1936: Carlos Saavedra Lamas (Argentina)

1935: Carl von Ossietzky (Alemanha)

1934: Arthur Henderson (Reino Unido)

1933: Norman Angell (Ralph Lane) (Reino Unido)

1932: (Não houve premiação)

1931: Jane Addams e Nicholas Murray Butler (EUA)

1930: Nathan Soederblom (Suécia)

1929: Frank Billings Kellogg (EUA)

1928: (Não houve premiação)

1927: Ferdinand Buisson (França) e Ludwig Quidde (Alemanha)

1926: Aristide Briand (França) e Gustav Stresemann (Alemanha)

1925: Austen Chamberlain (Reino Unido) e Charles Gates Dawes (EUA)

1924: (Não houve premiação)

1923: (Não houve premiação)

1922: Fridtjof Nansen (Noruega)

1921: Karl Hjalmar Branting (Suécia) e Christian Louis Lange (Noruega)

1920: Leon Victor Auguste Bourgeois (França)

1919: Thomas Woodrow Wilson (EUA)

1918: (Não houve premiação)

1917: Comitê Internacional da Cruz Vermelha

1916: (Não houve premiação)

1915: (Não houve premiação)

1914: (Não houve premiação)

1913: Henri La Fontaine (Bélgica)

1912: Elihu Root (EUA)

1911: Tobias Michael Carel Asser (Holanda) e Alfred Hermann Fried (Áustria)

1910: Oficina Internacional Permanente da Paz

1909: Auguste Marie François Beernaert (Bélgica) e Paul Henri Benjamin Balluat (França)

1908: Klas Pontus Arnoldson (Suécia) e Fredrik Bajer (Dinamarca)

1907: Ernesto Teodoro Moneta (Itália) e Louis Renault (França)

1906: Theodore Roosevelt (EUA)

1905: Bertha Sophie Felicita von Suttner (Áustria)

1904: Instituto de Direito Internacional

1903: William Randal Cremer (Reino Unido)

1902: Elie Ducommun e Charles-Albert Gobat (Suíça)

1901: Jean Henri Dunant (Suíça) e Fréderic Passy (França)

   Fonte de Materia : http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1335214-5602,00-OBAMA+E+O+NOBEL+DA+PAZ+DE.html

                                

Obama é o Nobel da Paz de 2009ultima modifica: 2009-10-09T06:05:00+00:00da wilitalia
Reposta per primo quest’articolo

Lascia un commento